Você já ouviu falar de fotofobia? Trata-se de uma sensibilidade à luz. Uma condição em que a pessoa não consegue olhar diretamente para focos luminosos como lâmpadas e ficar em ambientes muito claros. É uma condição que pode surgir por conta de irritações, alergias e até emergências médicas.

O casos mais leves fazem com que a pessoa tenha que cerrar os olhos ou desviar seu olhar, mas nos casos mais graves, pode causar dor considerável nos olhos. Por isso, a pessoa com essa sensibilidade costuma usar bastante os óculos escuros para proteger sua visão da iluminação externa, luzes artificiais e aparelhos eletrônicos.

A fotofobia pode surgir por conta de causas oculares como: olhos secos, doenças da córnea, blefarite, conjuntivite, ceratoconjuntivite, neurite óptica ou lesões e infecções. Mas causas não-oculares também podem levar à fotofobia, como a enxaqueca, depressão, meningite, tumores e o uso de algumas drogas ilícitas.

Tratar o problema requer a origem da doença e descobrir o que está por trás do sintoma. Uma vez tratado, os sintomas tendem a desaparecer. Para prevenir é ainda mais simples: cuide bem da sua saúde visual, higienize muito bem suas lentes de contato e a qualquer sinal de problema na visão, vá ao oftalmologista.